EX-GOVERNADOR É PRESO PREVENTIVAMENTE

Compartilhe!

Beto Richa tem prisão decretada pela segunda vez em menos de seis meses

Na manhã de hoje (25), por volta das 7 horas da manhã, a polícia federal prendeu o ex-governador em casa. A prisão preventiva foi decretada pelo juiz federal Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba. Richa é alvo da Operação Integração, um dos braços da Lava Jato, que investiga crimes na concessão de rodovias do estado.

Print da primeira página do decreto, divulgado pelo Estadão

As investigações apontam que Beto Richa se favoreceu de R$2,7 milhões em proprinas, oriundas de empresas “parceiras” do governo e pagas em espécie. Dirceu Pupo Ferreira, o contador e administrador de empresas, também teve a prisão preventiva decretada na manhã de hoje e era considerado o homem de confiança da família Richa e intermediador de esquemas fraudulentos de longa duração.

Estima-se que haja corrupção, lavagem de dinheiro e outras irregularidades no governo Richa desde 2010. No despacho o MPF destaca que foi comprovada a tentativa dos acusados em obstruir as investigações. Também foi autorizada a apreensão dos celulares dos investigados.

Por Larissa Santin

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 16 =