MORADORES COMEMORAM OBRAS EM CÓRREGO DO ALTO BARIGUI

Compartilhe!

Moradora da Rua Vicente Gotrifid, na CIC, a dona de casa Marina Marques, 48 anos, é vizinha de um córrego que passa na esquina com a João Garbers, na região denominada Alto Barigui. Durante 13 anos, ela perdia o sono quando chovia muito, pois sempre vinha à mente o pesadelo das águas do canal invadindo sua casa. “Cheguei a perder tudo, durante uma enchente”, recorda ela.

Agora, Marina e outros moradores da região sabem que podem dormir sossegados com o fim das obras da Prefeitura no canal que desagua no Rio Barigui. Na última quarta-feira (3/7), equipes da Secretaria Municipal do Obras concluíram a nova canalização de parte do riacho que passa por vias próximas, que recebeu 25 tubos de 2 metros de diâmetro. Além disso, o córrego foi desassoreado a partir da Rua Cid Campelo.

“Tão bom ver o fim da obra da Prefeitura. Acho que não vamos mais ter aquelas enchentes nos dias de muita chuva”, comemora a dona de casa Marina Marques.

Maior vazão

De acordo com administrador da Regional CIC, Raphael Keiji, a instalação dos novos tubos e o trabalho de limpeza e recomposição das margens do córrego darão maior vazão e irão melhorar o escoamento da água até chegar ao Rio Barigui.

“A obra era um pedido antigo da comunidade, pois em períodos de chuvas intensas o córrego transbordava. A Prefeitura fez um grande esforço para concluí-la”, afirma Raphael Keiji.

Keiji conta ainda que, com o fim das obras, os terrenos que margeiam o córrego vão ganhar ajardinamento e um antigo parquinho, existente na esquina das ruas Cid Campelo com João Garbers, será reinstalado.

A Regional CIC também vai solicitar à Secretaria Municipal do Meio Ambiente o plantio de mudas de árvores e gramado para reduzir a chance de assoreamento no riacho.

Morador há 30 anos da CIC, o aposentado Antônio Ferreira da Silva, 76 anos, parabenizou a Prefeitura pelo fim da obra no canal. “Era muito triste ver a água destruindo tudo, invadindo a é casa das pessoas. Acho que nunca mais vai acontecer”, avalia ele.

A comerciante Teresa Choma Pauliv, 63 anos, é presidente da Associação dos Moradores do Alto Barigui e também comemora a finalização da obra. Afinal, a residência da líder comunitário fica praticamente sobre o córrego. “Os fundos da minha casa dão para o canal. Cheguei a acordar com a água dentro. Agora estou mais tranquila”, diz ela.

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 3 =