ARTES MARCIAIS AUXILIAM NO COMBATE À VIOLÊNCIA

Compartilhe!

Elas ajudam o praticante a ter mais consciência sobre si e seus atos, reduzindo atitudes violentas

Colaborou Jean Sirigate, professor de Kung Fu, Tai Chi Chuan e Terapeuta Marcial

As Artes Marciais, principalmente quando se trata das de linhagem oriental, são milenares. Durante milhares de anos, gerações e gerações de guerreiros foram criando e lapidando formas de se prostrar em combate, e desenvolvendo estratégias de manutenção da paz dentro e fora de si mesmos.

Se engana quem pensa que Arte Marcial é arte da guerra. Na verdade, o ideograma chinês que representa arte marcial mostra armas sendo contidas, num símbolo de que verdadeiramente arte marcial significa “Arte da Não-Guerra, ou do Não-Guerrear”. Na prática do Kung Fu, por exemplo, o praticante começa a aprender a lidar com sua própria fúria, sabendo direcioná-la de forma correta com base em virtudes como humildade, respeito e autocontrole.

“Tendo pacificado seu interior, o guerreiro pode lutar para pacificar o meio em que vive de forma mais efetiva.”

A luta em si, é apenas um estágio em que é necessário agir de forma firme para conter um ato violento de outrem, mas sempre buscando a Paz como ideal. Aquele que pratica arte marcial aprende que não deve ser submisso diante de atitudes violentas contra si, mas também aprende que a melhor forma de conter a violência na sociedade é começar dentro de si mesmo, pacificando seu interior.

É aí que entra a meditação, uma forma de olhar para dentro e ver como estão os próprios pensamentos e emoções, e saber se eles são voltados à guerra ou à paz. Tendo pacificado seu interior, o guerreiro pode lutar para pacificar o meio em que vive de forma mais efetiva. Ele saberá como lidar com situações de violência da forma mais nobre e maestral possível, sempre buscando o mínimo de efeitos colaterais para todos.

Sendo cada dia melhor lutador, o praticante será cada dia mais mestre de si mesmo e levará para os outros as virtudes que aprendeu, entendendo que a luta é apenas um treinamento para a paz. Como diz o ditado: “Quanto mais
forte você for, mais gentil você será”.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 8 =