MINHA PRIMEIRA SEMANA MORANDO EM TÓQUIO

Compartilhe!

Antes de mais nada é preciso entender que a cultura e a sociedade japonesas
são muito diferentes de qualquer outro lugar da Terra.

Por Giordano Cimadon, colunista e influenciador digital do Todo Dia, site de variedades e informação da comunidade brasileira no Japão

Esta é a minha primeira semana morando em Tóquio.
Estive no Japão pela primeira vez no ano passado. Vim como turista com minha esposa – Jaqueline Kuriu, que é sansei, praticante de Kyudo e já morou aqui anos atrás – e mesmo ficando por apenas poucos dias fiquei encantado com o país.

Em especial Tóquio, sua cultura, a estética dos templos, a comida, os costumes e principalmente a tranquilidade.
Tóquio é uma cidade intensa, ultramoderna e vibrante, repleta de luzes e sons, onde tudo acontece em alta velocidade. Apesar disso, nós encontramos aqui momentos de paz e tranquilidade que nos causaram uma impressão muito forte.

Ficamos encantados pela sobriedade da cultura japonesa, e sua ênfase num modo de vida paciente, gentil, educado e harmonioso.

Nossa História

Eu e minha esposa adoramos viagens. Estamos com 40 anos de idade e nestes 8 anos de casados já visitamos muitos destinos. Fazia algum tempo que planejávamos passar pela experiência de viver em outro país, imersos numa cultura completamente diferente.

Contudo, por maior que fosse a vontade de passar por esta experiência, sempre acabávamos adiando, deixando pro ano seguinte, esperando as melhores condições, e assim por diante. Mas, quando visitamos o Japão tivemos a certeza de que este era o lugar certo e de que não dava mais pra deixar pra depois.

E logo que decidimos, tudo aconteceu muito rápido. Não tivemos tempo de organizar tudo o que precisávamos no Brasil e nem de fazer sequer um curso breve de japonês. Desde o momento em que decidimos vir para Tóquio passaram-se apenas seis meses.

Nos matriculamos em um curso de língua japonesa e, com nosso visto de estudante válido por 1 ano e 3 meses, entramos no avião sem nenhum trabalho em vista e nem mesmo apartamento alugado.

Por que Tóquio?

Escolhemos morar em Tóquio porque sentimos que é um lugar realmente confortável e tranquilo para se viver, apesar de ser a maior metrópole do mundo. Temos uma ideia dos grandes desafios que temos à nossa frente.

Temos um novo idioma para aprender, e não é um idioma fácil. Temos uma cultura completamente diferente da nossa para entender. Contudo, o que poderiam ser obstáculos, estão sendo pra nós grandes oportunidades de aprendizado, e cada desafio aumenta ainda mais o nosso entusiasmo.

A Chegada Agitada

Não é fácil chegar no Japão quando nossa origem, Curitiba, está do outro lado do mundo. Pra começar são cerca de 25 horas de voo, mais algumas horas de aeroporto.

O cansaço da viagem e a diferença no fuso horário nos deixaram fisicamente abatidos por alguns dias. Com as energias recuperadas, veio o início das aulas. Estamos matriculados numa escola de língua japonesa, e nosso objetivo é permanecer no Japão para estudar até dominar o idioma.

Nos primeiros dias aproveitamos os intervalos em que não havia aula para procurar e alugar um apartamento. Até agora este foi o nosso maior desafio.

Há tantas opções de apartamentos para alugar em Tóquio que é muito fácil acabar caindo no paradoxo da escolha: quanto maior o número de opções de escolha, maior a dificuldade de escolher.

E então, ao invés de ficarmos felizes com tantas oportunidades, ficamos paralisados e sofremos de angústia. E ainda precisamos nos adaptar às estações lotadas e aprender a navegar pela complexa rede de transporte público.

Em meio a tudo isso, surge a notícia de o Japão seria atingido pelo maior tufão das últimas décadas. Nós viemos do Brasil, onde os desastres naturais são raríssimos. Já o arquipélago japonês está localizado em uma zona de alta atividade sísmica.

É impressionante ver a forma diligente e serena e resiliente com que este povo lida com este tipo de acontecimento e as suas consequências. Os japoneses aprenderam a manter o seu estoicismo diante do caos e das catástrofes

O que eu gosto em Tóquio

Tóquio é uma cidade muito eclética. Mescla o antigo e o moderno, os trens e as bicicletas, os bares e os templos, o Budismo e o Xintoísmo, as ruas iluminadas pelo neon e as vias decoradas por lanternas, a agitação dos grandes centros e a tranquilidade de ruas estreitas, calmas e silenciosas.

Passeando pelos bairros, muitas vezes encontramos casas tipicamente japonesas lado a lado com residências em estilo ocidental, ou mesmo perto de gigantescos complexos de apartamentos que parecem ter sido feitos totalmente de plástico.

Outra coisa que me impressiona em Tóquio é a limpeza. Tóquio é tão limpa que às vezes parece novinha em folha. Apesar da enorme quantidade de gente caminhando pelas ruas dos grandes centros não há lixo espalhado pelas ruas. Inclusive não há latas de lixo nas calçadas, e cada um se responsabiliza pelos copos, embalagens plásticas, canudos e qualquer outro resíduo produzido pelo seu consumo.

A limpeza de Tóquio pode ser vista até nas áreas específicas para fumantes, geralmente próximas às estações de trem e metrô.

Os brasileiros em Tóquio

Ainda não tivemos tempo de nos integrar à comunidade brasileira em Tóquio. Mas sabemos que é grande e acolhedora. Enquanto ainda estávamos no Brasil fizemos alguns amigos, e mesmo sem nos conhecer pessoalmente ofereceram uma ajuda muito valiosa.

Alguma dica para quem pretende se mudar para Tóquio?

Antes de mais nada é preciso entender que você está entrando em um mundo completamente diferente daquele a que está acostumado. A cultura e a sociedade japonesas são muito diferentes de qualquer outro lugar da Terra.

Esteja preparado para encontrar algumas dificuldades, ser obrigado a experimentar coisas novas e ter que enfrentar alguns de seu hábitos e crenças.

Na medida do possível acostume-se à comida, aos espaços apertados e aprenda um pouquinho de japonês; isso pode facilitar bastante as coisas no começo. Uma vez aqui, aproveite ao máximo para interagir com as pessoas.

Procure fazer amizade com o maior número deles, pois quanto mais você puder se comunicar, melhor. Apesar da barreira do idioma, você verá que os japoneses são muito cordiais.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + dezessete =