NOVEMBRO É O MÊS DE ALERTA PARA OS HOMENS

Compartilhe!

Estamos no mês de novembro, momento em que o sentimento de renovação começa a aflorar nas pessoas, uma vez que logo em seguida virão as festas de Natal e Ano Novo, e as cidades começam a se enfeitar para este momento de muita alegria. Este mês também é importante por uma outra causa: o cuidado com a Saúde do Homem!

O Novembro Azul é um movimento que começou na Austrália, no ano de 2003, o qual visava enfatizar a importância do cuidado masculino com a próstata. Em pouco tempo essa mobilização se espalhou pelo mundo, consagrando o mês como o de alerta para o cuidado masculino.

Hoje sabe-se que o homem deve buscar cuidar da próstata, principalmente com mudanças nos hábitos de vida, como por exemplo na alimentação mais saudável, realização de atividades físicas e controle do peso, além da realização de exames de rotina quando necessários e solicitados pelo seu médico. Além da próstata, existem outros problemas de saúde que acometem o público masculino, dentre eles destacamos:

Violência urbana

Mortes e adoecimentos devido as agressões físicas, uso de armas de fogo e armas brancas.

Acidentes de trabalho

Principalmente pelo mal uso, ou não utilização, dos Equipamentos de Proteção Individual (EPls).

Suicídio

Negligenciar o cuidado com saúde mental pode levar o indivíduo a desistir da vida. A depressão masculina, muitas vezes, está associada ao alcoolismo.

Acidentes no trânsito

A direção responsável diminui em muito os índices negativos de morte e sequelas pelos acidentes no trânsito.

Doenças cardiovasculares e os Acidentes Vasculares Cerebrais como o infarto e derrame

O cuidado com o coração e vasos sanguíneos, através de uma alimentação saudável, controle do peso, realização de atividades físicas e controle do estresse.

Problemas pulmonares

O tabagismo é um fator de risco para as doenças pulmonares cardíacas, sendo este um fator de risco muito prevalente na nossa sociedade.

Conforme informações do Ministério da Saúde, o homem vive em média 7 anos a menos que as mulheres, e esse dado está atrelado, principalmente, as principais causas de óbitos nos homens, mencionadas acima. Será que mudanças comportamentais podem contribuir positivamente para que os homens vivam mais? A busca pelo cuidado com a saúde, através das mudanças dos hábitos de vida já mencionados, cuidado com a saúde mental e a busca pelo controle dos impulsos seriam um bom caminho nessa jornada. Topam encarar?

Seu coração agradece!

Homero Luis de Aquino Palma
Médico de Família
Coordenador da Saúde do Homem da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =