COHAB ENCAMINHA LISTA DE IMÓVEIS OCIOSOS PARA QUE SEJAM RETOMADOS

Compartilhe!

Uma força-tarefa iniciada ano passado avançou mais uma etapa na busca por ampliar a oferta de imóveis do programa habitacional de Curitiba. Após receber denúncias de moradores, a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) vistoriou 127 imóveis com suspeita de não estarem cumprindo com sua função social prevista em contrato. As unidades vistoriadas fazem parte da faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida.

“Nosso objetivo é retomar estes imóveis para atender cidadãos que aguardam na fila de inscritos. Os imóveis são construídos e entregues para as pessoas morarem e não para que aluguem, vendam ou deixem vazios”, explica o presidente da Cohab José Lupion Neto.

A ação foi planejada após reuniões entre a equipe da Cohab e representantes da Caixa Econômica durante 2019. A Companhia detectou entre as unidades vistoriadas 26 imóveis alugados ou ocupados por terceiros; 19 imóveis vagos ou abandonados; 32 ocupados pelo proprietário original e em 50, os ocupantes estavam ausentes e não puderam receber a notificação.

Reintegração de posse

A situação dos 45 imóveis utilizados de forma irregular (alugados e vagos) foram encaminhadas para a Caixa Econômica, que é o agente financeiro do programa, para que seja iniciado o processo judicial de reintegração de posse. Os 50 imóveis em que os ocupantes estavam ausentes receberão novas visitas com objetivo de verificar a documentação dos moradores.

“Vivemos uma crise no setor habitacional, com escassez de investimentos federais para contratar novas obras. Curitiba está driblando a crise com soluções criativas, como as parcerias com a iniciativa privada e esta ação para a retomada de imóveis que não estão cumprindo o que foi honrado em contrato”, destaca Lupion.

Denúncias

O trabalho de vistoria foi realizado pela Cohab em quatro conjuntos habitacionais – no Ganchinho, Tatuquara e Parolin. Outras ações semelhantes estão programadas para as próximas semanas, para que mais imóveis possam ser repassados às famílias que esperam na fila de inscritos.

Denúncias de imóveis vagos, alugados, cedidos ou colocados à venda podem ser feitas por meio do serviço De Olho na Qualidade, da Caixa Econômica, no telefone 0800 721 62 68.

 

 

 

Via SMCS

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =